doutoramento serviço social

políticas públicas de protecção social

Ano letivo 2019/20

Docente: Maria Asensio

Créditos (ECTS): 6
Horas de aula: 16
Número de sessões: 8
Área científica: serviço social
Língua de ensino: português

Semestre letivo: 1.º
Horário: terça-feira, das 18h00 às 20h00
Calendário e Sala(s): consulte aqui

Objetivos

É objectivo geral deste Unidade de Crédito discutir o modo como surgiram e se desenvolveram as políticas sociais nos países do capitalismo de bem-estar. Este objectivo articula-se com um nível de análise comparativo, sublinhando a diversidade institucional e política dos Estados Providência no contexto europeu, e um outro de natureza dinâmica, explicitando o tipo de constrangimentos e pressões enfrentados pelos Estados Providência e o modo como diferentes países escolheram trajectórias de ajustamento distintas. Durante a unidade será também dedicada atenção às especificidades da política social europeia e ao modo como esta influencia as políticas sociais dos Estados membros.

Programa

1. Boa Governança e Responsabilização
2. Novos Riscos Sociais e Estado de Bem-Estar
3. Legitimidade Política e Estado de Bem-Estar
4. Globalização. Mudança Tecnológica e Mercado Laboral
5. Direitos Sociais e Responsabilidade
6. Estado de Bem-Estar e Migrações
7. Atitudes, Aspirações e Preferências no Estado de Bem-Estar
8. Futuro Estado de Bem-Estar

Bibliografia básica

Anton Hemerijck (2013). Changing Welfare States. Oxford: OUP.
Yu-Fu Chen et al. (2014). Globalization and the Future of the Welfare State. Policy Paper 81. Bonn: IZA Policy Paper.
Chung, H. et al. (2018). "The Provision of Care - Whose Responsibility and Why?. Norface Welfare State Future Conference. IUE, 24-24 May 2018.
Garland, D. (2016). The Welfare State. A Very Short Introduction. Oxford University Press.
Pierson, P. (1994). Dismantling the Welfare State? Cambridge University Press.
Taylor-Gooby, P. (2004). New Risks, New Welfare. The Transformation of the European Welfare State. Oxford University Press.
Taylor-Gooby, P. (2009). Reframing Social Citizenship. Oxford University Press.

Avaliação

A modalidade de avaliação de conhecimentos é avaliação contínua, sendo exigida uma assiduidade mínima de 14 horas. A avaliação dos alunos consta de duas partes:
(i) a apresentação oral de um tópico sobre um dos temas da UC
(ii) pela elaboração de um trabalho individual com o máximo de 15 páginas.


[versão completa disponível em Fénix]